Localização
Rua Ontario 352, Bairro Jardim Canada
Nova Lima/MG.
Brasil.
31 98744-0953 - 31 99826-4871
contato@solidpisos.com.br
Funcionamento
Seg-Sexta: 08:00 - 17:00

Dicas e Curiosidade

News
25
out

Conheça as melhores madeiras tropicais para pisos

O trabalho com pisos de madeira para decoração de casas tem se tornado cada vez mais popular entre arquitetos e designers. Essa é a melhor opção tanto para casas quanto para estabelecimentos comerciais. Você pode conseguir uma decoração diferenciada, inovadora e sofisticada para o seu piso com a escolha de utilização da madeira.

Mas não é qualquer tipo de madeira que dará ao seu estabelecimento ou a sua moradia o aspecto desejado por todos. Nesse sentido, a Solid Pisos traz a melhor das soluções. Se você não quer arriscar em sua decoração e prefere um modelo comprovadamente elegante, opte pela produção com madeiras tropicais.

As madeiras tropicais são itens luxuosos que você pode ter em quase todos os tipos de construção. Elas são trabalhadas cuidadosamente por nossos funcionários desde o momento da coleta da matéria-prima, até a instalação na área solicitada.

O resultado é o melhor esperado, e você com certeza atrairá a atenção desejada para o seu piso com a escolha da madeira tropical. Sua casa ou local de trabalho ainda se diferenciará dos demais, que normalmente são trabalhados com madeiras menos sofisticadas.

A Solid Pisos, a maior revendedora dos pisos Indusparquet do Brasil, acaba com os seus problemas por meio de uma variedade de espécies comercializadas nunca antes vista no mercado. São tipos mais elegantes de madeira, tratados com todo o cuidado necessário para que a manutenção seja fácil e para que o material não estrague com o tempo.

Trabalhamos com espécies brasileiras e fazemos uma retirada consciente e pensada nos mínimos detalhes. Entenda melhor sobre todos os modelos disponíveis, para que você não cometa erros na hora de escolher o piso de madeira Indusparquet ideal para implantação.

Aqui, nós falamos de cada uma das espécies que vendemos. Ainda colocamos detalhes sobre as características e os aspectos físicos necessários para completar o sem entendimento.

Madeira Amendoim (pterogyne nitens)

Esse tipo de madeira usado em grande parte dos pisos produzidos também é conhecido pelos nomes de Pau-amendoim, Amendoim-bravo, Amendoim-do-campo, Aroeira-brava, Aromita, Bassourinha, Bico-de-anu, entre outros.

Ela é encontrada em grande parte das regiões do Brasil, sendo uma espécie de adaptação nos mais diversos domínios morfoclimáticos do país. Conseguimos achar a espécie conhecida como amendoim nas regiões Norte, Nordeste, Centro-Oeste, Sudeste e Sul. Ela se adapta com facilidade e rapidez ao clima dos cerrados, da mata atlântica e da caatinga.

Com essa facilidade de encontrar a espécie, ela pode ser usada em abrangência. Um dado que contribui para isso é a não inclusão desse tipo de madeira na lista de espécies ameaçadas de extinção. Podemos, dessa maneira, realizar a extração consciente e monitorada nos moldes de nossas normas de sustentabilidade.

Ficha técnica: propriedades físicas do material

A densidade do material é de 0,64 g/cm³ (básica), 0,80 g/cm³ (seca) e 0,77 g/cm³ (aparente a 15%). Já a contração está numericamente estipulada em tangencial de 6,50%, radial de 3,50% e volumétrica de 11,00%.

Características da madeira

Esse tipo de madeira é conhecido por um cerne mais avermelhado, que mantem essa cor por todo o processamento. Há, ainda, um brilho característico da espécie, que é atravessada por linhas, chamadas de linhas vasculares da planta.

Ficha técnica do processamento

Trabalhar com esse tipo de madeira é relativamente simples. Isso ocorre, pois a implementação ao solo é facilitada e o acabamento pode ser feito de forma rápida, sem maiores detalhes de implementação.

A colagem do piso é considerada fácil, algo que dá vantagens a essa espécie frente as de mais difícil manuseio. Você, desse modo, poderá caminhar sobre o piso pouco tempo depois do processo de colocação.

A secagem é o item mais trabalhoso de todo o processo. Como não é rápida, e sim média, você precisará tomar alguns cuidados durante o tempo de espera. É indicado que a madeira amendoim seja submetida a um processo de secagem em uma estufa.

Desse modo, você evitará que terceiros causem danos a estrutura enquanto o material ainda não está completamente pronto. Essa técnica também evita as rachaduras, processo ao qual esse modelo de madeira está muito suscetível.

Ao final do processo, a aparência do material é avermelhada, em um tom mais claro do marrom. Normalmente, a estrutura é dividida em réguas médias.

A Solid Pisos é líder nacional no manuseio e produção de pisos da madeira amendoim, sendo oferecidos grandes variedades de tipos de materiais. Há a possibilidade de optar pelos modelos Piso Pronto Indusparquet Amendoim Multilaminado, Piso Pronto Indusparquet Amendoim Multiestruturado Elegance 12,5, Piso Pronto Indusparquet Amendoim Multiestruturado Elegance 9,5 e Piso Pronto Indusparquet Amendoim Multiestruturado Hand Scraped.

Madeira Cabreuva Vermelha (Myroxylon balsamum)

A madeira citada acima é pertencente à família conhecida como Leguminosae. Ela também ganha alguns nomes mais populares de conhecimento mais abrangente. São eles Bálsamo, Balsamo, Cabreúva, Cabriúva, Óleo-balsa, Óleo-de-bálsamo, Óleo-pardo, Óleo-vermelho, entre outros.

A distribuição geográfica dessa espécie é muito ampla, assim como a anterior. Podemos encontrar a madeira Cabreuva Vermelha nas regiões Norte, Centro-oeste, Sudeste e Sul. Os climas que estão propensos ao crescimento dessa espécie também são amplos, mas não tanto quanto a madeira amendoim. Você obtém condições propícias na Amazônia e na Mata Atlântica.

A boa notícia é que essa espécie não está incluída na lista de espécies ameaçadas de extinção. Isso dá ao fabricante uma maior liberdade de atuação com os pisos dessa madeira.

Características da madeira

O cerne dessa madeira está em um tom castanho, um pouco avermelhado. O cheiro é altamente perceptível pelo olfato humano. A superfície de trabalho é irregular e densa se comparada com as demais. Uma das principais características está ligada à dureza do material, que é conhecida por ser muito alta.

Ficha técnica: propriedades físicas do material

A densidade do material é de 0,78 g/cm³ (básica) e 0,95 g/cm³ (aparente a 15%). Como podemos ver, essa é uma densidade mais alta se comparada com espécies diferentes. Já a contração está numericamente estipulada em tangencial de 6,70%, radial de 4,00% e volumétrica de 11,00%.

Ficha técnica: processamento

Trabalhar com a madeira Cabreuva Vermelha não é um processo simples. A estrutura é sólida e muito densa, como observado a partir dos dados numéricos. O corte também pode se comprometer, uma vez que essa madeira é muito dura.

Um agravante da situação é a superfície, conhecida por traços de irregularidade. Por isso, a produção de um piso a partir dessa espécie deve ser algo bem pensado. Você deve levar em consideração que o processo pode se estender mais se comparado a outras espécies encontradas em solo brasileiro.

Mesmo assim, ainda temos uma boa notícia. O acabamento é fácil e, geralmente, fica excelente. Você só deve tomar cuidado com o desgaste provocado pela superfície do piso. Apesar de não possuir sílica, essa espécie pode acabar gerando desgastes nas ferramentas de trabalho. Por isso, o custo pode se elevar.

Ao final do processo de acabamento, o resultado é um piso liso, de madeira ligeiramente vermelha. A textura é variada na superfície e as réguas são divididas regularmente.

Com o trabalho constante da Solid Pisos, que é a maior revendedora nacional dos pisos prontos de madeira, fornece uma grande variedade de modelos. Eles podem se adaptar ao seu gosto pessoal e estão disponíveis nos formatos de Piso Pronto Indusparquet Cabreuva Multiestruturado Elegance 12,5 e Piso Pronto Indusparquet Cabreuva Multiestruturado Elegance 9,5.

Madeira Cumaru (Dipteryx odorata)

A madeira conhecida como Cumaru é um dos mais famosos modelos de pisos modernos. Essa espécie é conhecida por alguns outros nomes, sendo eles Cumaru-amarelo, Baru, Camaruferro, Cambaru, Cambaru-ferro, Canga-deboi, Champagne, Champanha, Cumaru-da-folha-grande, Cumaru-doamazonas, Cumaru-escuro, Cumaruferro, Cumaru-rosa e Cumaru-roxo. Normalmente, essa nomenclatura varia de acordo com o aspecto do material.

Essa espécie já é um pouco mais restrita se comparada com as demais. Ela pode ser encontrada nas regiões Norte, Nordeste e Centro-oeste. Nas regiões Sul e Sudeste, essa espécie não consegue se adaptar a condições climáticas do local. Os domínios atendidos pela madeira Cumaru são os mesmos da espécie anterior: Amazônia e Mata Atlântica.

A espécie não está incluída na lista de árvores ameaçadas de extinção no Brasil, por isso há a liberdade de manuseio e trabalho na construção de pisos.

Características da madeira

Algumas características são responsáveis pela distinção dessa madeira. São elas o cerne amarelado, pouco visto na flora, e a falta do brilho da sua superfície. Há também o destaque das linhas vasculares do tronco. Outra característica importante é a dureza no material, que pode dificultar algumas modalidades de corte.

Ficha técnica: propriedades físicas do material

A densidade do material é de 0,87 g/cm³ (básica), 1,01 g/cm³ (seca) e 1,07 g/cm³ (aparente a 12%). Assim como a espécie anterior, essa densidade já pode ser considerada alta. Já a contração está numericamente estipulada em tangencial de 8,40%, radial de 5,94% e volumétrica de 13,85%.

Ficha técnica: processamento

A madeira em questão pode ser considerada de difícil produção, por conta das características básicas relacionadas à dureza e à densidade do material. O que ocorre, na prática, são as dificuldades na hora de fazer a perfuração.

Além disso, devemos considerar que essa espécie apresenta madeira oleosa. Por isso, a colagem pode ser mais demorada e dificultada. Isso faz com que o processo se alongue se relacionado aos demais modelos.

É importante destacar que a madeira se adapta bem aos mais diversos produtos. Você pode trabalhar com processos de polimento, pintura, verniz e lustre. O acabamento pode se tornar excelente no torneamento. Entretanto, se você optar por trabalhar com plaina e lixa, esse acabamento se tornará ruim.

A secagem é um item de pouca preocupação. A madeira Cumaru seca rápido e não se racha com facilidade. Se você optar pela secagem artificial, o processo também funcionará, porém será mais lento.

A Madeira Cumaru é comercializada em uma série de revendedoras. Porém, você não deve deixar de conhecer o trabalho da Solid Pisos, a maior da categoria quando se trata da revenda de madeiras de qualidade no Brasil. Quanto ao modelo, estão disponíveis o Piso Pronto Indusparquet Cumaru Maciço, Piso Pronto Indusparquet Cumaru Multiestrato, Piso Pronto Indusparquet Cumaru Multistruturado, Piso Pronto Indusparquet Cumaru Vintage, Assoalho Cumaru Tradicional, Assoalho Indusparquet Cumaru Demolição, Taco Pronto Indusparquet Cumaru, Taco Cumaru Legneto, Forro lambri Cumaru e Breeze Cumaru.

Decks de madeira Cumaru

Quando estamos trabalhando com esse modelo, uma excelente ideia de implantação é por meio de decks, que são alternativas a implantação da espécie apenas na fabricação de pisos prontos.

Os Decks Cumaru são a melhor escolha e podem ser usados para diversas aplicações: decks para piscinas, decks externos e internos, além de quaisquer outros modelos de decks de madeira regulares.

Você ainda pode optar por um deck de madeira sem encaixe, com a instalação por parafusos e cavilhas. Nesse modelo, o deck liso tem espessura de 20mm, largura de 70 e 100mm e comprimento de 2000 a 5500mm. O deck frisado tem as mesmas medidas do deck liso.

Há a opção de um deck de madeira cumaru com encaixes laterais fêmea fêmea, também conhecido com Deck Cumaru f/f. Esse último modelo tem a vantagem da instalação não deixar marcas de prego aparente, padrão de instalação americano e europeu. Quando o modelo Deck Cumaru Extra fêmea fêmea é liso, as medidas são: 20mm para espessura, 80 e 100mm para largura e 1000 a 2900mm para comprimento. Há a opção, também, de um deck zigrinato. As medidas, nesse caso, são as mesmas.

Atenção com os locais de implantação. Como o cumaru é uma espécie resistente, você deve utilizar a madeira em locais de muito fluxo de pessoas. Essa é a melhor opção para um deck de grande durabilidade, produzido em madeira maciça.

Madeira Garapa (Apuleia leiocarpa)

A madeira que leva o nome de Garapa é também conhecida como Garapeira, Amarelão, Barajuba, Cumarurana, Grápia, Maraúba, entre outros nomes. Popularmente, essas terminologias tornam o material de mais fácil identificação por parte dos clientes.

Essa espécie pode ser encontrada em diferentes regiões do Brasil, sendo elas as regiões Norte, Nordeste, Centro-oeste, Sudeste e Sul. Os domínios climáticos nos quais predomina a madeira são a Amazônia, a Caatinga, o Cerrado e a Mata Atlântica.

Essa espécie de madeira também não está incluída na lista da flora ameaça de extinção no Brasil.

Características da madeira

O cerne dessa espécie é amarelado, com um tom marrom diferenciado por conta dessa tendência de coloração. Quando há a foto-oxidação, a espécie perde esse aspecto amarelado. Há um brilho característico na madeira e figuras em faixas na superfície.

O corte é moderadamente duro, mas a textura é fina. No máximo, essa textura pode se alargar para média.

Ficha técnica: propriedades físicas do material

A densidade do material é de 0,75 g/cm³ (básica), 0,86 g/cm³ (seca) e 0,88 g/cm³ (aparente a 12%). Já a contração está numericamente estipulada em tangencial de 10,10%, radial de 6,50% e volumétrica de 15,90%.

Ficha técnica: processamento

Quando trabalhamos com essa madeira, devemos saber que ela é pesada. O aplainamento é um processo que gera resultados ruins para o piso. É ideal que você opte por um lixamento com gramatura de 80 ou 120, que geram bons resultados. Por fim, o torneamento também pode ser empregado, pois gera resultados excelentes.

Você ainda pode trabalhar com pregos, pois a espécie aceita esse tipo de perfuração. Essa é uma facilitação do trabalho com esse tipo de madeira.

A secagem é conhecida por sua rapidez, o que confere vantagens relacionadas ao tempo de implantação para a madeira citada. A tendência de encanoamento, arqueamento e torcimento é mínima no trabalho com a espécie.

O aspecto final do piso é mais alaranjado. O tom é forte e concentrado, sendo chamativo aos olhos. O marrom é quase imperceptível no resultado, pois o laranja toma conta da estrutura.

Madeira Guajuvira (Cordia americana)

A espécie de madeira conhecida como Guajuvira leva os nomes mais populares de: Apé-branco, Goarapovira, Guaiabi, Guaiaibi-branco, Guaiabi-moro, Guaiabira, Ipê- branco, entre outros.

Essa espécie é conhecida por uma distribuição geográfica mais restrita se comparada às espécies anteriores. Você irá encontrar essa madeira nas regiões Sul e Sudeste apenas. Isso ocorre, principalmente, por conta do domínio ao qual a planta se adapta. Esse domínio é só a Mata Atlântica. Como as demais, essa espécie não está incluída na lista de extinção do Brasil.

Características da madeira

O cerne da madeira é pardo, com traços castanhos. Podemos dizer que a tonalidade é mais escura se comparada com espécies próximas. A textura é classificada como média.

Há uma irregularidade aparente na textura dessa espécie, que é estruturada por meio de pequenas linhas ao longo do tronco. O resultado final, ou seja, o piso, não conserva esse aspecto original.

Ficha técnica: propriedades físicas do material

A densidade do material é de 0,64 g/cm³ (básica) e 0,78 g/cm³ (aparente a 15%). Já a contração está numericamente estipulada em tangencial de 7,04%, radial de 4,00% e volumétrica de 11,60%.

Ficha técnica: processamento

Devemos considerar, no processo de implementação da madeira em questão, que a espécie é de difícil manuseio. A madeira é dura e o processamento pode se tornar mais lento, mesmo com a seleção de ferramentas mecânicas para a atividade. Inclusive, essas ferramentas podem ser solicitadas no momento de implementação do piso.

O processo de produção do piso pode fazer com que ocorra o aparecimento de algumas fibras irregulares na estrutura. Geralmente, essa falha fica visível depois do processo de aplainamento. Ele deve ser feito com mais cuidado por conta dessa característica do material.

A secagem é outro item difícil, pois a estrutura pode sofrer rachaduras se as condições não forem adequadas. É essencial que haja um manuseio mais delicado da peça. Isso evitará complicações posteriores, inclusive em relação a durabilidade do piso.

Mas como adquirir esse piso produzido por meio da madeira Guajuvira? Você pode consultar a Solid Pisos. Aqui, você encontrará a maior variedade de acabamentos e de produções da espécie.

A empresa é conhecida por ser a maior revendedora de pisos de madeira no país. A madeira Guaiuvira é fornecida nos modelos Assoalho Indusparquet Multiestrato Guaiuvira, Pastilha Indusparquet Demolição Guaiuvira, Piso Pronto Indusparquet Guajuvira Pecan Multistruturado, Piso Pronto Indusparquet Guajuvira Flint Multistruturado e Piso Pronto Indusparquet Guaiuvira Cocoa Multistruturado.

Madeira Ipê (Handroanthus serrafolius)

O Ipê é uma espécie muito popular no Brasil, e de fácil reconhecimento. Alguns podem ter ouvido falar da planta original pelo nome de Ipê-amarelo, Dente-de-cão, Ipê- amarelo-tabaco ou Pau-darco-amarelo.

A distribuição geográfica pode ser considerada muito ampla, uma vez que o Ipê é encontrado nas regiões Norte, Nordeste, Centro-oeste, Sudeste e Sul. Os domínios climáticos compreendidos pelo crescimento dessa espécie são a Amazônia, a Caatinga, o Cerrado, a Mata Atlântica e o Pantanal. É um amplo espectro de regiões.

A facilidade de uso para a produção de pisos se dá, também, pela não inclusão da espécie na lista oficial de extinção do Brasil. Desse modo, a extração pode ser feita com cautela e responsabilidade.

Características da madeira

A madeira em questão é conhecida por conter um cerne oliváceo, o que a torna muito distinta das demais em questão de cores. Não há um brilho perceptível na superfície, mas há cheiro agradável ao olfato humano.

O corte, se feito manualmente, pode ser difícil. Isso ocorre, pois a espécie é muito dura. A textura, entretanto, é mais fina. Existem linhas vasculares que podem ser percebidas também.

Ficha técnica: propriedades físicas do material

A densidade do material é de 0,89 g/cm³ (básica), 0,99 g/cm³ (seca) e 1,01 g/cm³ (aparente a 15%). Já a contração está numericamente estipulada em tangencial de 6,30%, radial de 4,70% e volumétrica de 10,10%.

Ficha técnica: processamento

No processo de produção do piso a partir dessa madeira, devemos considerar as dificuldades de trabalho. Normalmente, a espécie pode apresentar problemas durante o aplainamento. É importante que você saiba a posição de corte adequada, com um ângulo de 15 graus. Isso evitará que a estrutura perca alguns fragmentos.

O acabamento é satisfatório na maioria das vezes. Você ainda pode investir em um processo de polimento e absorção de pigmentos para realizar o filling, o preenchimento de possíveis poros após a implementação no solo.

A aplicação de pregos deve ser feita com cuidado. Nesse processo, você deve perfurar a estrutura previamente. Assim, você evitará que haja rachaduras na madeira. Os pregos ainda podem se entortar ou quebrar sem esse cuidado essencial.

A Solid Pisos é conhecida por comercializar o melhor dos pisos da madeira Ipê. Há a garantia do nome: a empresa é a maior revendedora do país quando se trata dos pisos de madeira.

Você pode escolher trabalhar com esse material nos seguintes modelos de pisos: Piso Pronto Indusparquet Ipê Maciço, Piso Pronto Indusparquet Ipê Multiestrato, Piso Pronto Indusparquet Ipê Multiestruturado, Assoalho Ipê Tradicional, Assoalho Indusparquet Ipê, Taco Pronto Indusparquet Ipê, Taco Ipê Legneto, Forro lambri Ipê, Breeze Ipê, Partilha Demolição Indusparquet, Rodapé Indusparquet PP Ipê, Deck Ipê Tabaco, Piso Indusparquet Multiestruturado Ipê Lapacho.

Decks de madeira Ipê

Se você quer construir decks resistentes e duráveis, a melhor opção é trabalhar com a madeira Ipê. Os decks feitos a partir desse tipo de madeira também são conhecidos como Deck Ipê Tabaco e no exterior como Iron Wood (madeira ferro devido a sua dureza), por conta da sua cor mais escura.

Você pode optar por uma implantação nos modelos de deck sem encaixe, que é montado por meio de cavilhas e parafusos, ou deck com encaixes laterais Deck Ipê fêmea fêmea ou Deck Ipê f/f.

Quanto ao deck sem encaixe, você pode optar por uma versão lisa, com espessura de 20mm, largura de 70 e 100mm e comprimento de 2000 a 5500mm. Você ainda pode escolher a versão frisada, de mesmas medidas.

Quanto ao deck com os encaixes especificados acima, você pode optar pela versão lisa, com as seguintes medidas: espessura de 20mm, largura de 80 e 100mm e comprimento de 1000 a 2900mm. A outra versão disponível é conhecida como zigrinato e apresenta as mesmas medidas do anterior.

 

Madeira Jatoba (Hymenaea courbaril)

A madeira conhecida popularmente pelo nome de Jatoba, também leva diferentes nomenclaturas. Ela pode ser conhecida, ainda, por Jatobá-da-mata, Aba, Aba-copuldo-brasil, Aba-mbaí, Árvore-copal, Burandã, Catá, Comer-de-arara, Copal-americano, Copal-do-brasil, Iataíba, Ibiúva, Jataí e Jataí-amarelo.

As regiões do Brasil de distribuição geográfica dessa espécie são Norte, Nordeste, Centro-oeste, Sudeste e Sul. Há, também, uma grande variedade de domínios atendidos pelo Jatoba. São eles a Amazônia, a Caatinga, o Cerrado, a Mata Atlânca e o Pantanal.

A variedade de regiões nas quais podemos encontrar essa espécie, se unida ao fato dela estar fora da lista de extinção do país, fazem com que o Jatoba consiga produzir pisos em volumes cada vez maiores.

Características da madeira

O cerne dessa planta é conhecido pelo seu tom amarronzado, que não sofre nenhuma alteração. Há o brilho na superfície, algo que está aparente no manuseio da espécie. Você ainda pode identificar a presença de alguns padrões de figuras ao longo dessa superfície.

A textura é classificada como média e a estrutura pode ser dura quando cortada por métodos manuais.

Ficha técnica: propriedades físicas do material

A densidade do material é de 0,76 g/cm³ (básica), 0,85 g/cm³ (seca) e 0,97 g/cm³ (aparente a 15%). Já a contração está numericamente estipulada em tangencial de 7,70%, radial de 3,40% e volumétrica de 11,40%.

Ficha técnica: processamento

Você deve, no trabalho com essa espécie, optar sempre pelo torneamento, que gera resultados excelentes. Fique longe dos processos de aplainamento, que costumam gerar resultados ruins para o piso.

O lixamento pode ser feito na gramatura 80 ou 120. Porém, quando trabalhamos com o menor valor, o resultado é regular. Se optarmos pelo maior, o resultado se torna bom. Perceba que esse não é um processo excelente. Por isso, devemos priorizar o torneamento.

O acabamento é feito sem grandes problemas e você ainda pode aplicar produtos na estrutura. Ela aceita pintura, verniz e lustre na finalização.

A secagem é feita com poucas deformações, mas algumas rachaduras se o processo for feito muito rápido. Por isso, é ideal que você realize uma secagem mais natural. Deixe o piso secar ao ar livre, em locais ventilados. Cuidado, apenas, com a presença da luz solar. Ela danifica o modelo e pode gerar mais rachaduras.

Qual modelo você deve escolher? São diversas as opções se você estiver trabalhando com a Solid Pisos, conhecida pela sua variedade. Essa é a empresa líder nacional quando se trata da revenda de pisos de madeira.

Os produtos a seguir estão todos na lista de modelos comercializados. Eles diferem em diversos aspectos, e você poderá escolher o melhor para o uso de sua opção. São eles: Piso Pronto Indusparquet Jatoba Maciço, Piso Pronto Indusparquet Jatoba Multiestrato, Piso Pronto Indusparquet Jatoba Multistruturado, Assoalho Jatoba Tradicional, Assoalho Indusparquet, Taco Pronto Indusparquet Jatoba, Taco Ipê Legneto e Partilha Demolição Indusparquet.

Madeira  Muiracatiara (Manilkara huberi)

A madeira Muiracatiara também é conhecida, em sua espécie original, por Maçaranduba-da-terra-firme, Aparaiú, Aprauá, Balata e Chauá.

A distribuição geográfica dessa espécie tem a vantagem de ser muito ampla. Podemos encontrá-la nas regiões Norte e Nordeste. Os domínios abrangidos pela madeira podem ser resumidos a apenas um: a Amazônia.

Essa espécie não está na lista de madeiras que não podem ser extraídas, pois estão ameaçadas de extinção no Brasil. Uma extração controlada pode ser realizada.

Características da madeira

O cerne é exclusivamente avermelhado, em um tom de forte coloração. Há um brilho que pode ser percebido nas superfícies. Além disso, a dureza do material faz com que o corte seja difícil se for realizado manualmente. A textura varia de fina a média.

Ficha técnica: propriedades físicas do material

A densidade do material é de 0,79 g/cm³ (básica), 0,90 g/cm³ (seca) e 0,97 g/cm³ (aparente a 15%). Já a contração está numericamente estipulada em tangencial de 7,60%, radial de 4,60% e volumétrica de 11,90%.

Ficha técnica: processamento

Na hora de trabalhar com os pisos dessa espécie de madeira, você deve se atentar a alguns fatores. Saiba, primeiramente, que se trata de uma madeira fácil de trabalhar e de manusear. O acabamento é excelente e não há restrições na hora de usar a pintura e o verniz.

Escolha o processo de torneamento para o material, pois os resultados são excelentes. O aplainamento é ruim.

O lixamento é comprovadamente fácil e gera ótimos resultados. Você pode escolher trabalhar na gramatura 80 ou 120. Na gramatura, 80, o resultado é regular. Já na 120, é excelente. Por isso, escolha a última.

A secagem pode apresentar problemas de rachadura se você optar pelo processo ao ar livre. Se a secagem artificial não for feita com cuidado, você pode rachar profundamente seu material.

A Solid Pisos tem o modelo ideal para você. Essa é a empresa com maior variedade de produtos para revenda no território nacional. Os modelos disponíveis são Piso Pronto Indusparquet Muiracatiara Multilaminado, Piso Pronto Indusparquet Muiracatiara Multiestruturado Elegance 12,5 e Piso Pronto Indusparquet Muiracatiara Multiestruturado Elegance 9,5.

Madeira Peroba Dourada (Paratecoma peroba)

Esse tipo de madeira leva os nomes adicionais de Ipê-claro, Ipê-peroba, Ipê-rajado, Peroba-branca e Perobinha.

Ela é encontrada apenas nas regiões Sudeste e Nordeste, sendo que o domínio climático onde encontramos a árvore é o da Mata Atlântica. Essa é uma espécie mais restrita em termos de locais de crescimento, como podemos observar na comparação com as demais.

Contudo, temos a vantagem da não inclusão da espécie na lista oficial de ameaças de extinção no Brasil.

Características da madeira

O cerne dessa espécie pode variar em tons mais claros e mais escuros de amarelo. Ainda há traços de castanho na composição. Podem existir detalhes mais escuros no aspecto geral.

Tanto a densidade quanto a textura são médios.

Ficha técnica: propriedades físicas do material

A densidade do material é de 0,73 g/cm³ (aparente a 15%). Já a contração está numericamente estipulada em tangencial de 7,00%, radial de 4,00% e volumétrica de 11,70%.

Ficha técnica: processamento

Trabalhar com a madeira Peroba não é difícil. O processo de implementação ao solo e o acabamento são considerados simples se comparados com outras madeiras. As características dessa espécie ajudar no fácil processo de corte e perfuração da estrutura.

Se você optar pela secagem em estufas, o resultado sairá sem muitas rachaduras aparentes. O que pode ocorrer é o processo de empenamento.

A Solid Pisos te dá as melhores opções de modelos para trabalhar com a Peroba. Essa madeira pode receber acabamento e se transformar nos mais diversos modelos de pisos. Ainda há a garantia de qualidade pela maior e melhor revendedora de pisos de madeira do Brasil.

Conheça todos os nossos modelos, divididos em: Piso Pronto Indusparquet Peroba Dourada Maciço, Piso Pronto Indusparquet Peroba Dourada Multiestrato, Piso Pronto Indusparquet Peroba Dourada Multistruturado, Assoalho Peroba Dourada Tradicional, Taco Pronto Indusparquet Peroba Dourada, Taco Peroba Dourada Legneto e Breeze Peroba.

Madeira Peroba Mica (Aspidosperma macrocarpon)

A madeira citada acima pode levar diferentes nomes. Alguns exemplos são: Balsinha, Bucheira, Guatambu, Guatambu-do-cerrado, Moela-de-ema, Muirajuçara, Panacéia, Pau-pereira, Pereira e Pereiro.

Você pode encontrar os representantes dessa espécie nas regiões Norte, Nordeste, Centro-oeste e Sudeste. Como podemos perceber, há uma grande variedade de regiões. Não ocorre o mesmo, entretanto, com os domínios climáticos. Você poderá ter um bom crescimento dessa espécie nos domínios da Amazônia e do Cerrado.

A boa notícia é que essa madeira não está na lista de espécies em ameaça de extinção no Brasil, o que libera o uso para fins decorativos do material.

Características da madeira

O cerne da espécie é conhecido pelo aspecto marrom, que não se modifica com processos naturais e químicos. Na madeira, entretanto, não tem um brilho natural que pode ser visto na superfície.

Ela é considerada dura nos processos de corte manual. A textura é classificada como fina em relação às demais.

Ficha técnica: propriedades físicas do material

A densidade do material é de 0,65 g/cm³ (básica), 0,73 g/cm³ (seca) e 0,78 g/cm³ (aparente a 12%). Já a contração está numericamente estipulada em tangencial de 6,24%, radial de 4,36% e volumétrica de 11,50%.

Ficha técnica: processamento

Trabalhar com a madeira Peroba não um processo complicado. Podemos assemelhar essa espécie a espécie que está logo acima, a Peroba Dourada. O processo de implementação e de acabamento são semelhantes.

Devemos destacar apenas que a madeira pode ser mais dura no corte manual. Cuidados devidos com a perfuração devem ser tomados por causa disso.

As melhores opções de modelos de Peroba Mica estão na Solid Pisos, a melhor revendedora de pisos de madeira de todo o país. A empresa garante uma variedade certificada. Os modelos disponíveis são: Piso Pronto Indusparquet Peroba Mica Maciço, Piso Pronto Indusparquet Peroba Mica Multiestrato, Piso Pronto Indusparquet Peroba Mica Multistruturado, Assoalho Peroba Mica Tradicional, Taco Pronto Indusparquet Peroba Mica, Taco Peroba Mica Legneto e Breeze Peroba Mica.

Madeira Tatajuba (Bagassa guianensis)

A espécie também pode ser conhecida como: Amarelão, Bagaceira, Garrote e Tatajuba-de-belém.

Ela é encontrada nas regiões Norte, Nordeste e Centro-oeste. Os domínios em que localizamos a planta originária são a Amazônia, o Cerrado e o Pantanal.

Essa espécie não está na lista de árvores ameaçadas de extinção no Brasil. Por isso, o uso industrial é liberado.

Características da madeira

O cerne pode ser tanto amarelado, quanto com tons mais puxados para o marrom. Quando a estrutura é amarelada, a foto-oxidação modifica a cor, que se torna mais escura. Não há, também, o brilho superficial.

O corte é complicado, pois a estrutura é dura. A textura é classificada como média ou grossa.

Ficha técnica: propriedades físicas do material

A densidade do material é de 0,70 g/cm³ (básica), 0,77 g/cm³ (seca) e 0,80 g/cm³ (aparente a 12%). Já a contração está numericamente estipulada em tangencial de 5,80%, radial de 4,10% e volumétrica de 9,50%.

Ficha técnica: processamento

A madeira é de trabalho simples e a estrutura não danifica as ferramentas, mesmo que elas sejam manuais. O acabamento se torna rápido e excelente. Você deve, entretanto, perfurar a estrutura antes de colocar os pregos para evitar acidentes e marcas posteriores.

A secagem deve ser feita ao ar livre, mas é lenta. Não há, entretanto, a presença de irregularidade e rachaduras.

Madeira Tauari (Couratari oblongifolia)

Alguns dos nomes diferentes daTauari são determinados pelo aspecto. São eles: Tauari-branco, Tauari-morrão, Embirema, Tauari-amarelo. Há, ainda, a nomeação da madeira como Carvalho Brasileiro, por conta da semelhança com o carvalho.

Essa espécie pode ser encontrada nas regiões Norte, Nordeste e Centro-oeste. Os domínios se resumem a Amazônia. A boa notícia é, mais uma vez, que a espécie está fora da lista de madeiras em extinção no Brasil. O uso para fins estéticos é garantido.

Características da madeira

O cerne é esbranquiçado, diferentemente dos outros modelos disponíveis. Não há brilho e o tom é muito aparente.

A textura é classificada como média e a dureza é moderada quando há o corte manual do material.

Ficha técnica: propriedades físicas do material

A densidade do material é de 0,50 g/cm³ (básica), 0,56 g/cm³ (seca) e 0,61 g/cm³ (aparente a 12%). Já a contração está numericamente estipulada em tangencial de 6,60%, radial de 4,20% e volumétrica de 10,90%.

Ficha técnica: processamento

É importante que você escolha o processo correto de lixamento para esse tipo de madeira. Opte pelo processo que usa gramatura 120, que é melhor se comparado com a gramatura 80.

Você deve considerar, no momento de trabalho, que essa madeira é mais macia. Isso facilita o corte. O acabamento é bom apesar da maciez tornar a estrutura suscetível a erros e falhas.

Você deve optar pela secagem em estufa, que não apresenta defeitos como as rachaduras. Ela também é mais rápida se comparada à secagem ao ar livre, que pode gerar empenamento.

A maior revendedora de pisos de madeira do país, a Solid Pisos, tem uma grande variedade de modelos da madeira Tauari. Eles podem ser resumidos em Piso Pronto Indusparquet Tauari Naturalle Maciço, Piso Pronto Indusparquet Tauari Naturalle Creme Maciço, Piso Pronto Indusparquet Tauari Grigio Maciço, Piso Pronto Indusparquet Tauari Elegance Multistruturado e Assoalho Tradicional Tauari.